terça-feira, dezembro 23, 2014

Coração. Cor ação. Coação ou Coerção.




Me pergunto isso; se coação ou coerção, visto que a diferença entre um e outro é bem sutil. Enquanto que coagir é impor algo contra a vontade alheia (o que certamente meu coração faz comigo muitas vezes) a coerção é como direito do uso da força para impor algo ou, ainda, o direito de reprimir algo (e esse meu coração também faz comigo).

E essa eterna luta em que a minha mente tenta coagir meu coração e meu coração, coagir minha mente, ou minha mente tenta usar coerção contra meu coração e vice-versa é onde, vira e mexe, me encontro. Como Ouroboros.

Olhar pro futuro sempre dá uma muita tranquilidade... desde que se olhe pro passado com ternura, com carinho, e entenda a importância que ele teve para que eu me reconheça no presente, para entender quem eu sou hoje.

Me reconhecer no presente e mirar no futuro e, quando o futuro chegar, abraçar ele como um presente...

Deixar a coerção e a coação em outro lugar... equilibrar os argumentos de um e de outro, dar valor a cor e a ação dos momentos... e sentir o pulso. Coração.

E ele pulsa. Pulsa. Pulsa. Pulsa...

---



Take me with you this time, won't you, won't you?
Don't make me miss you this time
don't you, don't you
We're so much better together don't you think?
I do.