domingo, março 23, 2008

O Senhor

Tempo. Uma matéria viva que não foi feita para ser comprimida em frações de sessenta em sessenta. O tempo não cabe em segundo, em minuto, em horas, em dias... São eras... São momentos.

Tempo que corre, tempo que pára, tempo que acelera, tempo que freia... Porquê não paramos de controlar o tempo em plantio e colheita? Porque regrar essa matéria... O tempo não é linear.

O tempo que preciso não é o tempo que você precisa. O tempo que eu vivo não é o tempo que você vive. O tempo que eu sinto não é o seu tempo. Então, porque padronizar?

Tentativa burra.

Tempo foi feito para ser. E não ter porquê.

Não satisfeitos com o tempo de plantar e colher, dividimos o tempo. Em anos, meses, semanas, dias... Dividimos até o dia. Como se fosse preciso.

Enfim.
Deixa ele em paz... tempo ao tempo.